Baiana de corpo e alma e paulistana por opção. Jornalista, corredora, mãe de dois, esposa, escritora e influenciadora digital. Ligada no 220v, mas amante da preguiça, do vinho, de uma boa cozinha e de Wi-Fi. Viajante de carteirinha: por terra ou por ar, correndo ou pedalando, com os filhos ou sem eles. Mulher, mãe e dona das próprias vontades.

Um Comentário

  1. Jeanne
    @

    Também fiz uso desse “Tratamento de Choque”, só que por motivos diferentes. Minha filha, então com 9 anos, resolveu que não iria comer para ficar magrinha, disse que estava “barriguda”. Entrei no google e pedi imagens sobre anorexia. Perguntei se era aquilo que ela queria. Ela quase surtou! Nunca mais tive problemas com esse assunto… rsssssssssssss

    Reply

Comente!