Baiana de corpo e alma e paulistana por opção. Jornalista, corredora, mãe de dois, esposa, escritora e influenciadora digital. Ligada no 220v, mas amante da preguiça, do vinho, de uma boa cozinha e de Wi-Fi. Viajante de carteirinha: por terra ou por ar, correndo ou pedalando, com os filhos ou sem eles. Mulher, mãe e dona das próprias vontades.

2 Comentários

  1. Saadya Rodriguez
    @

    Adorei a reportagem e concordo! Por mais difícil que seja essa onipotência do universo materno, a entrada do pai é extremamente importante para o desenvolvimento da criança. Não é à toa que para o filho ser gerado precisa dos dois!!!
    Presenciei ao vivo e a cores a idolatria do Gabi ao pai,muito lindo! As crianças nos ensinam que tem lugar para todos, o importante é amá-los e educá-los sem medo de errar!

    Reply

  2. Manuella Brito
    @

    Nanna, que texto fantastico!! Vou guardar forever!!
    É isso aí mesmo! Ter o pai presente é tudo!
    Amei!!
    Beijao e Sucesso!!!

    Reply

Comente!