Baiana de corpo e alma e paulistana por opção. Jornalista, corredora, mãe de dois, esposa, escritora e influenciadora digital. Ligada no 220v, mas amante da preguiça, do vinho, de uma boa cozinha e de Wi-Fi. Viajante de carteirinha: por terra ou por ar, correndo ou pedalando, com os filhos ou sem eles. Mulher, mãe e dona das próprias vontades.

Um Comentário

  1. Nathália
    @

    Nossa, o coração dói em pensar deixar o meu bebê, quando nasce um bebê, nasce um amor inenarravel, um ciúmes inexplicável, vontade de cuidar e ficar sempre perto! É uma decisão bem difícil, ainda tenho um tempo da licença maternidade, mas já estou avaliando as possibilidades e com o coração doendo muito!

    Reply

Comente!